Consoles
Buscar
Home » Gênero » Ação » O Rei dos Possuídos, Destiny se torna o game que fãs esperavam
O Rei dos Possuídos, Destiny se torna o game que fãs esperavam

O Rei dos Possuídos, Destiny se torna o game que fãs esperavam

Publicada as 11:10h em 22 de setembro de 2015


Após meses de promessas de uma verdadeira revolução, a Bungie finalmente lançou a terceira expansão de “Destiny”. Batizada de “O Rei Possuído”, a campanha que inicia o segundo ano do game o transformou naquilo que os fãs esperavam desde o início.

Apesar de ter se mantido muito popular ao longo de seu primeiro ano, “Destiny” foi uma decepção. Fatores como a história minimalista e medíocre, sistemas de progressão confusos e punitivos e missões repetitivas não faziam justiça ao legado do estúdio que criou “Halo”.

Seguindo as sugestões dos insistentes fãs, porém, a Bungie conseguiu reverter esse cenário negativo: agora, além de ter tiroteios excelentes, “Destiny” passou a ser bom também em todo o resto.

Uma nova ameaça

Unidos pelo medo da sede de vingança de Oryx, o Rei Possuído, os Guardiões são obrigados a lutar contra seus maiores inimigos até hoje. Desta vez, com direito a cenas animadas que explicam planos e motivações, e que até mesmo dão personalidades àqueles figuras que antes apenas vendiam itens na Torre, como robôs.

A história ficou em primeiro plano, tal qual a variedade nas missões. Agora, além de meros tiroteios em corredores, jogadores precisam lidar com objetivos inortodoxos, como fases com plataformas e até cenas de fuga.

Qualquer uma das várias missões novas de “O Rei Possuído” é melhor que tudo o que veio antes em “Destiny”.

A Corte de Oryx – uma nova área que apresenta batalhas contra chefes – é um ótimo exemplo de como “Destiny” melhorou. Inimigos aleatórios são invocados pelo jogador (que não precisa mais esperar até que um evento público aconteça aleatoriamente), e cada um deles têm mecânicas inteligentes. Não basta só atirar: é preciso pensar em estratégias.

Antes, só pensavam os jogadores da minoria que se aventurava nas raides.

Futuro promissor

A Bungie ainda não revela quais serão seus planos pós-“O Rei Possuído”, mas a expansão garante que, finalmente, “Destiny” está no caminho certo.

Agora jogadores realmente têm nas mãos o poder de evoluir seus personagens da maneira que desejar – seja no PVP, nas missões ou nas raides -, e com a garantia de que seus objetivos serão mais interessantes do que um mero “atire até que ele exploda”.

“Destiny: O Rei Possuído” está disponível totalmente em português para PlayStation 4, Xbox One, PlayStation 3 e Xbox 360. Donos do “Destiny” básico precisam comprar as três expansões do game para acessar o conteúdo; outros podem simplesmente comprar o novo disco do jogo que inclui todo o conteúdo lançado até hoje.





Deixe seu comentário no Facebook


Tags do post: , , ,


Posts Relacionados


Não achou o que procurava ? Busque no Google



Poste um comentário

Você precisar estar logado para postar um comentário.



Comentários

    Buscar

    Bem vindos ao novo Gamespower.com.br | Produzido por M5 Agência Digital